22 de jun de 2009

Nós e o choro

Estamos em processo criativo, ele e eu. Ao mesmo tempo ansiosos para ver o resultado se concretizar. Eu ia dar minha contribuição modesta auxiliando na redação do projeto inicial e acabei me envolvendo com as entrevistas de histórias de vida. Fascinante. E é digno de estudo perceber o quanto é difícil ser músico no Brasil, mais ou menos como amar sem ser amado; ter que exercer outras profissões sempre, prá poder sobreviver e continuar podendo ter esse prazer, que é tocar e cantar. Sempre estivemos próximos da música e do Choro. Antes, ele de um jeito, eu de outro; depois juntos. Mas agora tem sido um mergulho lindo e caloroso como também é a receptividade que temos ao trabalho. Inocentemente, pela preservação de um patrimônio muito especial.

Nenhum comentário: